Péssimos Cristãos

Você tem que concordar comigo que existem péssimos cristãos. A dúvida que fica é se você e eu somos um deles. O que seria, confessemos, uma grande decepção para nós, não acha? Estar no meio daqueles que vivem uma vida não cristã pensando que estão vivendo o cristianismo é uma grande tragédia, um golpe quase que fatal. Mas não precisamos nos desesperar ainda. Vamos refletir, ponderar no que o cristianismo diz e depois avaliemos a nossa vida e encaremos a realidade de forma brutalmente honesta. Talvez doa, mas trará cura. Talvez nos fira, mas cicatrizará. Os péssimos cristãos são marcados pela falta de uma total devoção a Cristo, a um abandono da suficiência das Escrituras, são amantes do mundo e dos seus prazeres, cidadãos do aqui-e-agora, seguidores sedentos do consumismo e críticos ferrenhos da igreja. Se você acha que se encontra no meio deles, eu peço a vocês que “escutem” essa mensagem: esse mundo não é o nosso lar. A triste verdade que está sendo pregada pela vida dos cristãos é que não existe um novo mundo ou um lar por vir, apenas o aqui e o agora. Ter se torna mais importante do que ser. E, por favor, cristãos, não me venham falar que isso não é verdade, porque, se vocês defenderem o outro lado, talvez seja porque vocês já se sentem muito confortados aqui. É por isso que a Bíblia adverte a nós para não nos corrompermos com o mundo e não nos deixarmos ser levados por esse rio de aparência calma, mas com uma correnteza mortal ( Rm 12:1,12; Tg 1:27; 1Jo 2:15-17). Mas nós, queridos péssimos cristãos, somos a geração Demas. Demas era um jovem cristão promissor, mas que se atirou nesse rio. 2 Tm 4:10 diz, como uma nota triste e amarga, que “Demas, amando este mundo, abandonou-me”. Essa é uma grande tragédia. Por causa do mundo e seus prazeres, Demas desistiu. Somos muito parecidos com ele, não acha? Desistimos fácil. Somos um desastre nessa área. Cadê a geração de novos Moisés? Hebreus 11:24-26 conta para nós que: “pela fé Moisés, já adulto, recusou ser chamado filho da filha do faraó, preferindo ser maltratado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo. Por amor de Cristo, considerou sua desonra uma riqueza maior que os tesouros do Egito, porque contemplava a sua recompensa”. Oh, que grande tragédia essa juventude está vivendo! Nós trocamos a nossa fé por qualquer coisa: sexo, aprovação, dinheiro, amizades, namoro, drogas, álcool, uma vida confortável, uma faculdade bem feita. Essa geração de novos cristãos estão morrendo, não porque estão trocando Deus pelas coisas erradas, mas fazendo das coisas boas o seu deus. Moisés disse não para uma vida repleta de conforto e disse sim para beleza de Cristo. Disse não para coisas erradas, mas ele também disse não para as coisas certas. Preferiu viver com Cristo sem muitos luxos a viver uma vida rica, mas pobre, porque quem não conhece a Cristo não pode dizer que é verdadeiramente rico.

Péssimos cristãos, eu não estou clamando nesse texto para que você largue tudo. Estou clamando para que vocês abracem Jesus Cristo como o supremo tesouro da vida de vocês. Aprendi essa verdade com um sábio homem chamado John Piper. Agora, essa é minha verdade, não só dele. Jesus Cristo precisa ser supremo em sua vida. E vocês estão desonrando a ele, porque não se relacionam com Ele assim. Esse mundo não é o nosso lar. 2 Pe 3:10 diz que “os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada”. Tanto fama, como dinheiro, como carro, como casa, como apartamentos, como também a casa de praia, a prancha de surfe, os shoppings, os estádios de futebol, desaparecerão um dia. Na segunda vinda de Jesus, Ele vai pegar todas essas coisas, vai amontoá-las e vai tacar gasolina nelas. Depois vai riscar o fósforo e tudo se queimará. Tudo acabará. Nada vai sobrar e se você fizer do mundo a sua vida, você vai acabar perecendo também. Péssimos cristãos, cada um de vocês precisam reconhecer essa dura verdade. É sútil também, porque o que está matando essa geração não é somente o pecado, mas as dádivas que se tornaram soberanos e deuses nas nossas vidas. Por amor a Cristo, arrependam-se. Espero com sinceridade que Deus salve vocês dessa triste realidade. Espero que Deus possa levantar milhares de cristãos inconformados. Cristãos como Ló, que vivia no mundo, mas não se deixava corromper. 2 Pe 2:8 fala de forma impactante sobre a vida desse justo: “pois, vivendo entre eles, todos os dias aquele justo se atormentava em sua alma justa por causa das maldades que via e ouvia”. Que sejamos assim! Que sejamos assim!

Palavras duras mostram as vezes a profundidade do nosso amor,

Extraído do site http://evangelhourbano.com/

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s