Devemos Promover o Crescimento do Discípulo

1964891_782829248412075_1702011956_n

O bom discipulador abre portas para o seu discípulo. Às vezes insistimos em que uma pessoa ou outra não está pronta para assumir responsabilidades. Mas ao lhes dar oportunidades de liderança, elas aprendem com a mão na massa. Não podemos desampará-los no ministério, mas devemos ficar ao seu lado para apoiá-los. Não podemos também super protegê-los diante do fracasso. Muitas vezes aprendemos mais com nossos “fracassos” do que com nossos “êxitos”.

Todos precisam de um discipulador. E todos podem discipular, já que sempre haverá pessoas com menos experiências que nós. Quando você começa a desenvolver líderes da maneira de Jesus, por meio do discipulado, você descobre que não é só o discípulo que recebe benefícios; o discipulador também é transformado pela relação.

Nestes dias de grande colheita e de múltiplas oportunidades de ministério, cada Paulo precisa de um Barnabé, e cada Timóteo precisa de um Paulo. Assim, animando-nos mutuamente, crescemos juntos “até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo.” (Efésio 4.13)

O Discipulador Deve Amar os Discípulos

  • Um dos fatores importantes para que os discípulos aprendam a amar é que sejam amados.
  • Espírito Santo nos dá a capacidade de amarmos e de demonstrarmos o amor.
  • Os discípulos amarão uns aos outros (isso vai causar impacto no mundo).
  • O amor é a única maneira de conquistarmos uma reação favorável dos homens.

 

O Discipulador Deve Conviver com os Discípulos

  • Compartilhar sua vida (este é o melhor ensino).
  • Ter encontros frequentes (semanais ou, excepcionalmente, quinzenais).
  • Deve ir à frente ao invés de só apontar o caminho.
  • Ensinar com a vida, não com as estórias ou lições somente.

 

O Discipulador Deve ser Exemplo para os Discípulos  (I Coríntios 11.1)

  • O discipulador deve ser e fazer tudo aquilo que quer que seus discípulos sejam e façam.
  • Jesus vivia os seus ensinamentos, mostrando assim que funcionavam.
  • A melhor escola é o exemplo. Aquilo que não ensinamos pelo exemplo, na verdade, não ensinamos. 

 

O Discipulador Deve Delegar Responsabilidades

  • Começar encarregando de pequenas tarefas, supervisionando sua atuação com sabedoria.
  • Isso ajudará o discipulador a descobrir as deficiências, virtudes e dons; tornando o discípulo mais aberto ao ensino.
  • Ajudar a superar as dificuldades e direcionar o ministério.

 

O Discipulador Deve Supervisionar os Discípulos

  • Averiguar com atenção se o discípulo está indo em direção ao alvo.
  • Mostrar o que ele tem que mudar, deixar ou manter.
  • Possuir uma visão geral das áreas a serem supervisionadas.

 

O Discipulador Deve Levar os Discípulos à Frutificação

  • Ensinar a evangelizar, pela amizade, pelo exemplo e pela transmissão da verdade cristã de maneira clara e objetiva.
  • Proclamar e testemunhar juntos de Cristo e de Sua vontade.
  • Visitar contatos juntos, principalmente familiares, colegas de estudo e trabalho e aqueles mais próximos de sua área de influência.
  • Todo discípulo deve dar frutos.

 

3D Livro - Ide e Fazei Discipulos
Extraído do Livro “Ide e Fazei Discípulos” – Abe Huber & Ivanildo Gomes, MDA Publicações, 2012.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s