Voltando ao discipulado relacional

Deus deseja que sejamos dependentes Dele e interdependentes uns dos outros. Comunidade tem a ver com o povo de Deus trabalhando juntos, comendo juntos e servindo juntos. Jesus nos chamou para viver a fé cristã. Somos criaturas sociais, e nosso Criador colocou dentro de nós uma necessidade de relacionamentos. Um sinal encorajador é que as gerações que estão chegando são mais relacionais. A cultura pós-moderna deseja comunicação autêntica com as pessoas. Eles estão dizendo: “Nós não queremos fazer igreja sem relacionamentos amorosos”.

As pessoas mais jovens, em geral, são muito mais abertas à vida em comunidade e aos relacionamentos do que seus predecessores. A igreja emergente está com fome de relacionamentos cristocêntricos e ministérios baseados na realidade. Eles querem ver Jesus nas pessoas, antes que estejam prontos para se “decidirem” por Jesus. A próxima geração anseia por uma forma relacional da igreja – uma que veja o ministério em termos do ministério relacional que havia no Novo Testamento, em vez de um de técnicas e programas desenhados para fazer a igreja crescer.

LIVRODISCIPULADORELAC

Extraído do Livro “Discipulado Relacional” – Joel Comiskey, MDA Publicações, 2014.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s