Sirvam uns aos outros

untitled

Os discípulos eram muito parecidos conosco. Eles tinham visões de grandeza e sucesso pessoal. Dois dos discípulos se aproximaram de Jesus, pedindo para ocupar posições de poder no reino (Marcos 10.35). Os dois estavam dispostas a saltar sobre os outros discípulos, se necessário. “Eles responderam: Permite que, na tua glória, nós assentemos um à tua direita e outro à tua esquerda” (Marcos 10.37).

Observe a reação dos outros dez discípulos: “Quando os outros dez ouviram essas coisas, ficaram indignados com Tiago e João” (Marcos 10.41).

De acordo com Jesus, os maiores discípulos são aqueles que se doam para fazerem dos outros um sucesso.

Lembrei-me de uma cena do filme Yes Man, em que Jim Carey tenta ascender a um cargo executivo, apenas para descobrir mais de cem ex-executivos desempregados arranhando, lutando, e cruelmente competindo por uma vaga. Tentar passar por cima dos outros para chegar ao topo sempre gera indignação, inveja e competição.

A mentalidade de muitos é: faça o que for preciso para chegar até o topo, mesmo que isso signifique passar por cima dos outros pelo caminho até chegar lá. Cristo respondeu aos dois discípulos:

“Jesus os chamou e disse: Vocês sabem que aqueles que são considerados governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. Pois nem mesmo o Filho de homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Marcos 10.42-45).

De acordo com Jesus, os maiores discípulos são aqueles que se doam para fazerem dos outros um sucesso. Eles são capacitados pelo Espírito de Deus para servirem os outros antes de a si mesmo. Este é um contrate tão grande com os nossos próprios desejos egoístas que exige uma nova natureza para que funcione.

E Deus prontamente provê amor sobrenatural para quem pedir. Paulo diz:

“Pois o amor de Cristo nos constrange… E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (II Coríntios 5.14,15).

Como o amor de Deus flui através de nós, somos capacitados para servir aos outros e olhar não só para nossos próprio interesses, mas para os interesses de outros (Filipenses 2.4).
LIVRODISCIPULADORELAC

Extraído do Livro “Discipulado Relacional” – Joel Comiskey, MDA Publicações, 2014.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s